Imágenes de páginas
PDF
EPUB

vexames, quantas infamias, por parte do governo de Madrid, sofreram os habitantes do Principado ?

Minuciosamente descreve tantas arbitrariedades o consciencioso Sala y Berart nas paginas da Proclamacion Catolica onde aquelas palavras se encontram. Relação de agravos, interminavel lista de violencias de que a Catalunha foi victima, isto é tão memoravel documento. Lendo-o, exactamente como quando se faz a leitura das queixas dos portuguêses em tal epoca, cruza pelo espirito a suspeita de se estariam loucos os governantes castelhanos quando assim, a sangue frio, sem causa racional, perseguiam lusitanos e catalães, entregando-os, a estes especialmente, a todos os horrores da guerra, estando, como estavam, em tempo de paz.

E como isto não é possivel; como não é possivel suspeitar demencia nos regentes das nações; de novo se impõe a certeza de que só o desejo de provocar uma revolução, que permitisse depois todas as represalias, explica o luxo de crueldade que se ostentou, durante a primeira metade do seculo xvii, n'aquela terra que, respeitando o titulo de conde de Barcelona no homem que ocupava o trono das Espanhas, podia dizer pela penna do auctor da Proclamacion (s. 1.9): « no tiene V. M. vasallos de fidelidad mas entera, de legalidad mas pura que los catalanes, pues llegaron á merecer de los señores reyes publicas aclamaciones ».

Contra toda justiça, a fiel Catalunha que relembrava com legitimo orgulho o testemunho de Carlos o calvo, « reconhecendo nos cataldes a fidelidade como congenita », a do conde de Urgel, Armengol de Castilla, dizendo d'eles : « estes são que desde principio sofreram o pezo, a agonia da sede, fome, cativeiro e muitos trabalhos para permanecer na fé, á honra de Deus e da cristandade e a serviço

os

de seus senhores»; o d'el-rei D. Martinho aclamando-os «fieis até á morte »; o de Fernando 1; o da rainha D. Violante; e até o de D. João 11, depois da sublevação a favor do principe D. Carlos, concedendo a cidade de Barcelona o direito de castigar com a pena de morte aquele que á terra catala « calumniasse de falta de fidelidade»; a Catalunha, diziamos, de quem o rei D. Pedro o cerimo. nioso, voltando de Aragão para o Principado, beijou o chão, descendo do cavalo ao avistar a sua primeira aldeia, e chorando aclamou: terra abençoada : cheia de lealdade! viu-se sob o governo de Olivares, assolada, saqueada e maltratada como paiz inimigo, sem esperança de obter auxilio de um soberano a quem, de modo talvez excessivamente humilde, dizia : «seria negar la piedad de padre a un monarca tan catolico, presumir en V. M. permision a tales desafueros, sin proceder delitos que los motiven, cuando - en otra parte averiguados los toleró la prudencia '.

Ocupada militarmente por soldados em grande parte flamengos e hereticos, a nação piedosa que tanto se envaidecia de haver sido patria dos primei. ros cristãos que viram terras ibericas, mãe de tantos martires que pela fé de Cristo derramaram o sangue, logar onde se reuniu o primeiro concilio hispanico,

em tempos das maiores guerras e dificaldades nunca deixou de se encontrar em comunicação directa com a Santa Sé, unica que nunca teve em seu seio um heresiarca, e que, orgulhosa de todos estes titulos, os relata nos documentos em que pede justiça ?, foi victima das mais sacrilegas irreve

upica que

1 Procl. Cat., preambulo.
2 Idem, $. 11.

rencias, das maiores injurias contra a sua fé tão es, tremecida, contra as suas crenças tão amadas.

Aquele povo catalão que piedosamente guardava como reliquia a memoria de todos os factos que com a sua religião se relacionavam, e, simplesmente inge, nua, lembrava haver-se dado a coincidencia de serem catalåes os primeiros sacerdotes que desembarcaram no Novo-Mundo e de terem sido batisados' em Barcelona os primeiros indios que foram apresentados aos Reis Catolicos, chegou a ver-se na dura necessidade de se dirigir a Filipe iv para, com documentos comprovantes, lhe relatar: quemaron al fin los soldados de vuestra magestad - ;oh que dolor! no solo altares, imagenes y templos, pero redujeron a carbon y ceniza ;oh sacrilegio horrible! las formas reservadas à quien estaba realmente unido y en ellas existente, el Hijo del Eterno Padre, Principe de lo Visible é Invisible, Rey de reyes y Señor de señores; Jesucristo Nuestro Redentor 2. E aqueles homens que se diziam, no solo por

la sujecion á la , esclavos del Santisimo Sacramento, sinó tambien, por el amor e y el afecto, hijos, viram-se forçados a recorrer ás armas para defender os seus altares e suas casas, no exercicio do mais incontestavel dos direitos: o de defeza.

Expostos, sem apelação possivel, a todas as injurias e afrontas que os soldados castelhanos sobre eles queriam exercer, os cataldes, respeitando a bandeira real que empanhavam taes soldados, reprimiram a ira e procuraram na resignação o que o desforço lhes não podia dar. Latrocinios, violações, incendios, tudo contemplaram, a tudo assistiram tão impassiveis

[blocks in formation]

quanto possivel. «Não sem lagrimas viram as sedas dos ornamentos do altar transformadas em vestidos, giboes e vasquinhas » '; os « calices e vasos sacros fundidos para usos profanos », mas a explosão só se deu depois que chegada a teia incendiaria ás igrejas de Rio de Arenas e de Montiró, até as especies sacramentaes ficaram queimadas.

Seguiram-se depois todos os successos que tão circunstanciadamente e com estilo tão puro narra. D. Francisco Manuel de Mello. A excitação apoderando-se dos espiritos e a terra catala dominada por esse indefinivel mau-estar que é prenuncio de tempestades. A agitação chegando a Barcelona e os ceifeiros (los segadors) entrando n'ela, como de costume, á procura do trabalho que anualmente ali encontravam e originando com a sua chegada todos os tumultos, perseguição aos castelhanos e até assassinato das mais altas autoridades, factos que, seguindo-se e amontoando-se, provocaram a guerra.

A afiada foice que se preparava para cortar as espigas nas abundantes searas da terra catală, ergueu-se vingadora para ceifar as cabeças que, usufruindo o fruto dos campos e o trabalho das cidades, tornavam infrutifero o esforço dos homens, esteril a fecundidade dos campos, faminto o povo que fragas, regadas com seu suor, sabia encontrar o pão de cada dia 2.

Triste foi o massacre, como tristes, inhumanas, são sempre as scenas de sangue. Foi contudo a vingança de um povo; acto inconsciente e impunivel como são sempre os feitos das multidões; facto

previvel e inevitavel, pois não se pode exigir, a uma na

até nas

1 Procl. Cat. ; C. S.
3 El catalan de las peñas saca pan; adagio castelhano.

ção que morde o freio por longos annos, calcule o alcance e limite a força destructora da sua indignação quando chega a hora de saldar contas. Outra coisa seria se, serenamente, a sangue frio, cinicamente, a vingança' se tivesse organisado e, mascarandose com todo o aparato teatral da legalidade, houvesse, ama a uma, designado as vitimas que a morte havia de colher; outra coisa seria, se, surgindo em meio de uma nobre altivez colectiva, as baixas paixões individuaes ou o rancor de mesquinhas minorias houvessem armado o braço que aniquilava, a raiva cega que destruia; mas, felizmente, na Catalunha, em 1640, nada se deu que com tal infamia se assemelhasse.

Passado o primeiro momento de ira, aquele povo austero e simples calmou-se como por encanto e, abandonando a atitude ofensiva, limitou-se a preparar-se para a defeza. Talvez aqueles que pela força das circunstancias, em razão do lugar que ocupavam, se viram á frente do movimento, fossem os primeiros a lamentar a desmedida acção do primeiro dia; talvez que, com o pretexto fornecido, se justificasse depois muita infame represalia, ou se desvirtuassem as razões dos catalåes. Seja como fôr, o facto deu-se: a entrada dos ceifeiros em Barcelona significou para a Catalunha um dia de sangue como as famosas Vesperas o tinham sido para a Sicilia, mas se alguem ha que se encontre absolutamente impossibilitado para vituperar a revolução català de 1640, esse alguem é, indiscutivelmente, a pação portuguêsa.

A sublevação de Portugal contra Filipe iv dificilmente se teria dado se a Catalunba a não houvesse precedido. As batalhas que se lhe seguiram e tantas outras victorias que sublimaram o começo da dinastia de Bragança jamais se teriam alcançado se as forças do rei das Espanhas, imperador das Indias,

« AnteriorContinuar »