Imágenes de páginas
PDF
EPUB
[merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small]
[merged small][ocr errors][merged small]

Começamos n'este volume a publicação dos monumentos, que hão de

constituir o Corpo Diplomatico Portuguez, e preferimos a secção das nossas Relações com a Curia Romana por se nos afigurar entre muitas outras a que maior utilidade inculcava desde já, pela sua ligação com a actualidade, e pelo interesse do assumpto em si mesmo.

A importancia dos documentos diplomaticos como fonte de informações curiosas, quasi intimas, e por isso mesmo essenciaes para a apreciação dos factos, ninguem a contesta, e não carece portanto de ser demonstrada. No meio do progresso dos estudos historicos n'este seculo, e já no antecedente, as nações na maior parte, rivalisando em honrosa emulação, não olharam a sacrificios e despezas para dotar com mão liberal as corporações e as pessoas dedicadas á investigação de minas tão ricas e tão mal exploradas até hoje. A este fecundo impulso são devidos os cuidados e fadigas de tantos eruditos laboriosos, incansaveis na indagação de preciosas antiguidades, que sem elles continuariam esquecidas, ou ignoradas, e que em toda a Europa estão vendo a luz da estampa com applauso dos que prezam as revelações do passado.

Para formar seguro juizo do auxilio efficaz com que ellas coadju

TOMO 1.

A

vam a interpretação das épocas, e a averiguação dos successos, bastará lançarmos a vista sobre os livros, de que a França, a Allemanha, a Hespanha e Portugal mais se ensoberbecem. Desentranhando do pó das bibliothecas os documentos, em que fielmente se retrata a actividade politica e social dos povos, é que seus auctores conseguiram restituir a verdadeira feição e as cores da vida ás gerações extinctas, que julgavam levar comsigo ao tumulo o segredo dos seus actos, paixões, e erros.

Se não retemperassem a critica e o estylo n'estas origens vivas, e infelizmente por tanto tempo encobertas, os senhores Guizot, Ranke, e Herculano, mr. Mignet e outros escriptores conceituados de insignes, debalde tentariam atar o fio interrompido dos acontecimentos, cunhando tão parecida a imagem d'elles, e desenhando com tão primorosa correcção a physionomia dos eminentes vultos, que mais de perto e mais activos os influiram e dirigiram para guiados pela Providencia realisarem as profundas transformações, que na esphera das idéas e do governo assignalam os grandes homens e os grandes seculos.

Portugal, se não póde reputar-se dos primeiros n'esta carreira, distrahido pela desgraça dos tempos e pelas convulsões civis, nos ultimos annos remiu todavia a sua falla involuntaria não se mostrando menos generoso, nem menos solicito, do que as nações cultas, cujos exemplos lhe cumpria imitar. Os poderes publicos advertidos de que lhe seria estranhada com motivo a indifferença, ou o desleixo, apesar da preoccupação de tantos melhoramentos atrazados, não omittiram este. Não quizeram que o porvir os accusasse de desprezarem sem razão as memorias, que avivam os vestigios da gloriosa existencia de nossos antepassados, e os brazões tão invejados dos grandes feitos, que diffundiram por todas as partes do mundo a fama e a admiração do nome portuguez.

Coube a um erudito investigador das nossas cousas, hoje fallecido, o senhor visconde de Santarem, a honrosa missão de primeiro colligir e coordenar os elementos necessarios para mais desaffrontados principiarmos a seguir de longe os passos dos povos cultos. N'um caminho, em que outros desanimariam depois de leve esforço, realçando o patriotismo pela firmeza da vontade, apesar de entrado no inverno dos annos, conseguiu mostrar que os bons desejos e a perseverança podiam mais com elle, do que os desfallecimentos naturaes da idade.

Riscando com afouteza o plano do immenso edificio, a que offere

« AnteriorContinuar »